domingo, 23 de julho de 2017

Anta de Nossa Senhora do Livramento






A Anta de São Brissos, construída entre o IV e o III milénio a.C., situa-se na freguesia de Santiago do Escoural, no concelho de Montemor-o-Novo (Alto Alaentejo).

A anta foi transformada em capela no século XVII e está caiada com as tradicionais cores do Alentejo, branco e azul. É conhecida como Anta de Nossa Senhora do Livramento ou Anta-Capela de Nossa Senhora do Livramento.

Local de romarias e peregrinações, era tradição na segunda-feira de Páscoa ir assistir-se à missa e depois comia-se o borrego nas imediações da capela, e na Quinta-feira da Ascensão depois de se apanhar a espiga, rumava-se à capela para a benzer e pedir boas colheitas.
Em anos de seca faziam-se procissões para pedir chuva.

Hoje em dia, para visitar o interior desta Anta/Capela é necessário marcar com antecedência,
através da Junta de Freguesia do Escoural.


A Lenda da Senhora do Livramento 


Diz a lenda que a Senhora do Livramento e São Brissos tiveram um filho, mas esta foi traída com a Senhora das Neves. Em anos de seca, os locais transportam a imagem de Nossa Senhora do Livramento para a Igreja de São Brissos colocando-a de costas voltadas para o Santo, seu ex-amor, deixando o seu filho na capela.

Como o menino ficava na Anta, a Senhora chorava de tristeza e as suas lágrimas eram transformadas em chuva.
A crença durou até um passado recente e agora é mais uma lenda.



São Brissos é um santo português, terá sido bispo em Évora e morto pelos romanos em 312, e a Santa do Livramento está associada à fertilidade. Desta relação terá resultado um menino que também está na anta-capela.



A Anta-Ermida de Nossa Senhora do Livramento está classificada como Imóvel de Interesse Público.

Está classificada pelo IGESPAR. É Monumento Nacional desde 1910.


Foto: todos os direitos reservados a: @Jos Dielis

Sem comentários:

Publicar um comentário