domingo, 9 de junho de 2019

Ronaldo manda parar autocarro para abraçar menino com doença rara...



Foi à saída do Estádio do Bessa que, ao olhar pela janela do autocarro, Cristiano Ronaldo viu uma criança a envergar um cartaz que dizia: ‘Cristiano dá-me um abraço’.

Sensibilizado, o jogador pediu para que o autocarro parasse de imediato e deu indicações aos seguranças para trazerem o menino para o seu interior. A criança é Eduardo, de 11 anos, que não escondeu o sorriso ao concretizar o sonho de tirar uma fotografia com o craque maior da Seleção e abraçá-lo.



O menino, natural da Trofa, sofre de uma doença incurável desde tenra idade. Aos 15 meses foi-lhe detetada leucemia e foi por volta dos dois anos, quando conseguiu um transplante de medula óssea, que o pior aconteceu e Eduardo contraiu a doença do enxerto contra o hospedeiro – uma das principais causas do insucesso dos transplantes de medula óssea, ocorrendo em cerca de metade dos casos e na qual as células com capacidade imunológica do dador atacam os tecidos do doente transplantado.

Desde então, Eduardo Moreira – que em reportagens já revelou ter o sonho de mudar o mundo e ajudar "velhinhos e doentes" como ele – precisa da ajuda de uma máquina de oxigénio para respirar e vive com uma saúde frágil.

No entanto, nunca perdeu o sorriso, o mesmo que mostrou, bem rasgado, no momento em que comoveu o País ao tirar uma fotografia com o grande ídolo, Cristiano Ronaldo.

Vive com máquina de oxigénio
Devido à doença do enxerto contra o hospedeiro – que acontece em praticamente metade dos transplantes de medula – Eduardo passou a viver com uma máquina de oxigénio.

Na sua forma mais agressiva a doença pode ser fatal, uma vez que não existe tratamento. Na fase mais aguda a doença atinge o fígado, pele e tubo digestivo.

Sem comentários:

Publicar um comentário