quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Ruínas de Conímbriga





A antiga cidade romana de Conímbriga é um dos sítios arqueológicos mais ricos de Portugal.





Conimbriga foi habitada entre o séc. IX a.C. e Sécs. VII-VIII, da nossa era.




Quando os Romanos chegaram, na segunda metade do séc. I a.C., Conimbriga era um povoado florescente.

Graças à paz estabelecida na Lusitania operou-se uma rápida romanização da população indígena e Conimbriga tornou-se uma próspera cidade.




Seguindo a profunda crise política e administrativa do Império, Conimbriga sofreu as consequências das invasões bárbaras. Em 465 e em 468 os Suevos capturaram e saquearam parcialmente a cidade, levando a que, paulatinamente, esta fosse abandonada.




Conimbriga corresponde actualmente a uma área consagrada como monumento nacional, definida por decreto em 1910.



Horário



Museu e Ruínas (a partir de 2 de Janeiro de 2011):
Todo o ano, de segunda a domingo, das 10h00 às 19h00.

Museu e Ruínas encerram: 1 de Janeiro,
domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro



Localização



O Sítio arqueológico e o Museu de Conimbriga, situam-se cerca de 15 Km a SW de Coimbra, no centro do país. Tem fáceis acessos através de automóvel (IC3), autocarro desde Coimbra (duas
vezes por dia), táxi (em Condeixa-a-Nova) e a pé desde Condeixa-a--Nova (2,5 Km).





Foto: todos os direitos reservados a: Carole Raddato

Sem comentários:

Publicar um comentário