domingo, 12 de agosto de 2018

Levada das 25 Fontes - percurso único e mágico, recheado de cascatas, fontes, lagoas e muito mais!


 

A levada das 25 Fontes é uma das mais populares da Ilha da Madeira. O seu nome faz jus ao número de fontes ou pequenas quedas de água que é possível contar quando chegamos ao local.








Levada das 25 Fontes/Levada do Risco



Este trilho de 4,6 Km, com duração de 3 horas, inicia-se descendo até ao Rabaçal. Daqui pode continuar ao longo da levada até encontrar a espetacular queda d’água e/ou continuar até à emblemática Lagoa das 25 fontes.

Os dois trilhos iniciam-se da estrada regional (E.R.110) e descem até à casa de abrigo do Rabaçal. Os trilhos separam-se seguindo duas levadas paralelas localizadas a diferentes cotas.

Levadas, é o nome que no Arquipélago da Madeira se dá aos pequenos aquedutos que formam uma vasta rede de irrigação, construída à força de braços pelos nossos antepassados que vencendo a orografia da ilha, reuniram as águas de milhares de nascentes até as levar aos campos de cultivo.

As duas levadas recolhem as águas dos afluentes da Ribeira Grande e vão alimentar a central hidroeléctrica da Calheta, seguindo depois para a rega de campos agrícolas.

Em 1835 iniciou-se a construção da levada das 25 Fontes, também conhecida pela levada nova do Rabaçal e no dia 16 de Setembro de 1855 correu água pela primeira vez, passando do Norte para o Sul e possibilitando o aproveitamento agrícola de muitos terrenos que ainda se encontravam incultos no Concelho da Calheta.

A 1000m de altitude, o trilho PR 6.1, acompanha a levada do Risco, levando o caminhante a uma impressionante queda de água, que cai na vertical formando um risco na rocha.

Se descer ao PR 6, poderá visitar a lagoa das 25 Fontes, formada pelas águas que descem do Paúl da Serra e que aparecem por detrás da parede que a forma, onde poderá contar mais de 25 fontes. Conta a lenda que quem aqui mergulhasse não mais apareceria à superfície, tendo tal acontecido a um inglês que quis quebrar a superstição e jamais foi encontrado.

Na cota acima dos 1000m a comunidade vegetal predominante é o urzal de altitude, com predominância de espécies vegetais como a Urze molar (Erica arborea), Urze das vassouras (Erica platycodon subsp. maderincola) e Uveira da serra (Vaccinium padifolium).

Numa altitude mais baixa onde se localizam as levadas das 25 fontes e do risco, a composição vegetal modifica-se, encontrando-se espécies que integram a mancha de floresta Laurissilva da Madeira classificada como Património Mundial Natural da UNESCO, desde Dezembro de 1999 e faz parte da rede europeia de sítios de importância comunitária- Rede Natura 2000. Das espécies vegetais destaca-se a existência da espécie vegetal mocano da serra (Pittosporum coriaceum), espécies muito rara. Aqui habita e nidifica o Pombo Trocaz (Columba trocaz trocaz), espécie endémica (exclusiva) da ilha da Madeira.




















Detalhe Distância: 4,6 Km (+ 4,6 Km regresso) 
Dificuldade: Médio 
Duração: 3 horas 
Início/Fim: E.R.110 (Rabaçal, Paúl da Serra) / E.R.110 (Rabaçal, Paúl da Serra) 
Altitude min/máx: 1290 m / 900 m











Sem comentários:

Enviar um comentário