quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Ponte de Lima a Vila mais antiga de Portugal




Têm orgulho em ser vila e recusam  ser elevados a cidade. É um destino que encanta cada vez mais. Falamos da vila mais antiga de Portugal, Ponte de Lima, que em pleno coração do Vale do Lima,com a sua beleza castiça e peculiar esconde raízes profundas e lendas ancestrais. 

Foi a Rainha D. Teresa quem, na longínqua data de 4 de Março de 1125, outorgou carta de foral à vila, referindo-se à mesma como Terra de Ponte.









 Em Ponte de Lima, terra de história e de histórias, um passeio pelo centro é um regresso à nossa ancestralidade. O Largo de Camões, sala de visitas da vila, acolhe-o com o Chafariz Nobre, terminado de construir em 1603. A Ponte, logo ali ao lado, vai abrir-lhe o apetite para a respetiva travessia... Atravesse-a e admire a beleza da Igreja de Santo António da Torre Velha, do século XIX, com destaque para a altura da torre e para as gárgulas existentes em cada ângulo da mesma. Contígua, a Capela do Anjo da Guarda, uma construção com raízes românicas e góticas, que muitos atribuem ao século XIII, vai aguçar-lhe a curiosidade pela forma singela e harmoniosa com que se insere na paisagem.







  

Não regresse à outra margem sem visitar o Festival Internacional de Jardins e o pitoresco Arrabalde de Além-da-Ponte, de inegável interesse arquitetónico. Na margem esquerda, de volta ao centro histórico, admire a Torre de S. Paulo, do século XIV, o Pelourinho, a Torre da Cadeia Velha, espaço que serviu de encarceramento até aos anos sessenta do século XX, e o Arco da Porta Nova, que dá acesso à velha Rua da Judiaria.











Ao dirigir-se a um outro ex-libris de Ponte de Lima, a Avenida dos Plátanos, detenha-se na barroca Capela de Nossa Senhora da Penha de França. Na referida avenida, visita obrigatória à Capela de Nossa Senhora da Guia (século XVII) e ao notável conjunto formado pelas Igrejas de Santo António dos Frades (século XV) e da Ordem Terceira de S. Francisco (século XVIII), que albergam o Museu dos Terceiros. Dirija-se agora ao Teatro Diogo Bernardes, belo exemplar de um teatro à italiana, inaugurado em 1893, que continua a ser o centro cultural, por excelência, da vila. De imediato, o Palacete Villa Moraes, com admiráveis fachadas de imitação neoclássica, ao velho estilo de brasileiro torna viagem, e um parque envolvente, romântico, acolhedor e convidativo a uns momentos de deleite.









De volta ao centro da vila, a Igreja Matriz, mandada reconstruir por D. João I, é de visita obrigatória. Daí, dirija-se ao Paço do Marquês (século XV) e visite o Centro de Interpretação da História Militar de Ponte de Lima. Sugerimos também a visita à Igreja da Lapa, onde se encontra a imagem do popular S. Benedito, de semblante negro.

Na Praça da República destacam-se o pelourinho e os monumentos evocativos à Rainha D. Teresa e ao poeta António Feijó.

Perca-se agora pelas ruas e ruelas da vila, com destaque para a Rua Beato Francisco Pacheco e para o quinhentista Bairro das Pereiras, com belos exemplares arquitetónicos e fachadas notáveis. Sugerimos o término deste roteiro, de entre muitos outros possíveis, na Capela de Nossa Senhora da Misericórdia das Per

 







Como chegar:


Em termos de acessibilidade possui uma situação geográfica de excelência, desfrutando de duas autoestradas que se cruzam exatamente em Ponte de Lima, a A27 e A3.

Principais Vias de Acesso: 

  • A3 (Porto / Valença)
  • A27/IC27 (Viana do Castelo)
  • A28/IC28 (Arcos de Valdevez / Ponte da Barca)
Distância do aeroporto Sá Carneiro (Porto)
  • 81 Km (Autoestrada - 50 min)
Distância do aeroporto de Vigo (Espanha)
  • 68 Km (Autoestrada - 40 min)
Distância de Viana do Castelo 
  • 29 Km (Autoestrada - 20 min)
Distância de Braga 
  • 32 km (Autoestrada - 30 min)
Distância do Porto
  • 84 Km (Autoestrada - 1h)
Distância de Lisboa
  • 393 Km (Autoestrada - 4h)
Distância de Vigo (Espanha)
  • 75 Km (Autoestrada - 50 min)





1 comentário:

  1. A penultima foto é da praça da republica, em Viana do Castelo.
    Corrijam, sff.
    De resto, todos os lugares mencionados, valem bem a visita.

    ResponderEliminar