segunda-feira, 8 de julho de 2019

Lince ibérico feito de lixo é a nova instalação do Parque das Nações




“O lixo de uns é um tesouro de outros”. A máxima que Bordalo II põe em prática melhor que ninguém volta a estar à vista de todos em Lisboa, desta vez com uma nova peça que o artista urbano tem no Parque das Nações.

Estamos a falar de um enorme lince ibérico colocado no Rossio dos Olivais, como recordação da conferência Lisboa+21. A peça foi inaugurada no final deste encontro mundial, que contou com a presença do secretário Geral da ONU, António Guterres.

Trata-se de uma obra de grandes dimensões, com inúmeras cores, e feita a partir de lixo, como acontece com todos os trabalhos de Bordalo II. Um dos objetivos, claro, é alertar para a necessidade de proteger o lince ibérico, uma espécie no limiar de extinção.

Bordalo II é um dos mais impactantes artistas plásticos portugueses. Em 2017, tornou-se conhecido do grande público com a exposição “Attero”, em Marvila, e já este ano deu a conhecer a sua arte durante uma mostra em Paris.



Fonte: mundoportugues.pt

Sem comentários:

Publicar um comentário