quarta-feira, 8 de maio de 2019

Sete Vales Suspensos de Lagoa eleitos Melhor Destino para Caminhadas da Europa




Os Sete Vales Suspensos de Lagoa, no Algarve, foram eleitos “O Melhor Destino para Caminhadas da Europa” num ranking promovido pela European Best Destinations, que contou com a votação de mais de 28 mil viajantes de 153 países.





O percurso dos Sete Vales Suspensos de Lagoa, que liga a Praia de Vale Centeanes à Praia da Marinha ao longo de 5,7 km, destacou-se por ser “um verdadeiro tesouro de rara beleza”, ficando assim à frente de imponentes atrações turísticas naturais em países como a Noruega, Inglaterra, França ou Espanha.


Esta distinção da European Best Destinations, organização com sede em Bruxelas dedicada à promoção da cultura e do turismo na Europa, levará agora a informação sobre este trilho pedestre a milhões de viajantes, contribuindo para o reforço do posicionamento do Algarve como destino de referência para os amantes de natureza e atividades ao ar livre.

















Como fazer o Percurso dos Sete Vales Suspensos


Trata-se de um percurso feito ao longo da arriba costeira que é entrecortada por sete linhas de água que criaram, ao longo do tempo, pequenos vales, daí o nome do percurso.
O percurso com início na praia da Marinha começa junto à placa informativa que se encontra na zona de merendas. A vista magnífica sobre esta praia permite-nos observar uma linha de costa recortada de arribas, onde é possível encontrar uma grande diversidade de geoformas como arcos, grutas (no extremo oeste da praia), algares (para poente da praia) e leixões (nos limites Oeste e Este).

Ao longo do percurso pode observar a interessante vegetação arbustiva com espécies como a aroeira, o zimbro e o carrasco que, em alguns locais, atingem um porte arbóreo.

No terceiro vale surge a praia do Benagil onde as embarcações de pesca se ocupam, hoje em dia, também para visitas às grutas e a praias isoladas.

Ao longo do percurso pode-se também observar algumas aves que se abrigam nas paredes rochosas, como as gaivotas, corvos-marinhos ou os pombos, entre outras.

Depois da praia do Carvalho e antes de chegar ao Leixão do Ladrão, existe a possibilidade de descansar ao abrigo de uma estrutura de madeira e observar a paisagem.

Antes de chegar ao Farol da Alfanzina o percurso continua por uma mancha de pinhal inserida num vale protegido dos ventos marítimos, o que permite o crescimento de pinheiros de maior porte, proporcionando assim uma zona de sombra e de frescura deste percurso.

No último vale, antes da praia de Centeanes, existe ainda oportunidade de estadia num outro miradouro em madeira com vistas privilegiadas sobre a costa.

Sem comentários:

Publicar um comentário